A suinocultura brasileira apresenta números de destaque mundiais quando o assunto é produção. Somos o 4º maior mercado produtor da carne suína atrás apenas da China, União Européia e Estados Unidos com números que em 2017 chegaram a um total de 3.758.000 toneladas de carne suína.

Produção de Carne Suína

De acordo com relatório anual da ABPA a produção de carne suína em 2017 foi de:

 

Posição País Produção (ton)
China 53.400.000
União Europeia (UE-28) 23.675.000
Estados Unidos 11.610.000
Brasil 3.758.000
Rússia 2.960.000

 

A produção de carne suína está distribuída de forma em que em 2017 a região Sul do País representou 68,92% do abate de suínos, seguido pela região Sudeste 16,03% e Centro-Oeste 14,53%, demais regiões representam 0,52% do total de abates no Brasil.

Exportação de Carne Suína

 

Além de ocupar posição de destaque na produção da carne suína, a qualidade do produto é reconhecida internacionalmente com algumas indústrias atendendo os mercados mais sofisticados e exigentes do mundo como por exemplo a Coréia do Sul e o Japão. Em 2017 ainda segundo a ABPA o Brasil exportou 18,5% da sua produção:

O mercado externo oferece maior competitividade para a indústria pois compra a um ticket médio maior por kg de carne suína, tornando atrativo às empresas fazerem exportação. Nesse mercado o Brasil também ocupa a 4º posição no ranking de maior volume de carne suína exportada:

 

Posição País Exportação (ton)
União Europeia (UE-28) 2.857.000
Estados Unidos 2.555.000
Canadá 1.324.000
Brasil 697.000
China 208.000

 

Os principais produtos exportados são cortes de carne in natura representando 83,63% das exportações, outros produtos que compõem os 26,37% são: miúdos, preparações, carcaça, embutidos, gordura, tripas, salgados, couro e peles.

 

Os mercados mais sofisticados e os que pagam maior valor pelo kg da carne suína, tanto internamente quanto no exterior, exigem o controle sanitário pleno e processos de alto padrão de qualidade por todos os elos da cadeia de produção de carne suína, por isso indústrias da carne vem investindo cada vez mais em processos de rastreabilidade eficiente necessários para atender essa demanda e evidenciar a qualidade dos controles empregados.

 

E você atende o mercado interno e externo, enfrenta dificuldades com clientes exigentes e processos para evidenciar a qualidade do alimentos? Conte-nos suas dificuldades nos comentários.

 

Fonte: Relatório Anual ABPA 2018

 

Escrito por: João Muller

Data: 08/08/2018

Deixe um comentário