Produção de suínos

Para que serve suplemento hidroeletrolítico na dieta dos suínos?

Por 10 de março de 2021março 16th, 2021Sem comentários

A nutrição através de suplemento hidroeletrolítico é importante para garantir o bem-estar dos suínos em algumas fases da vida. O desmame, por exemplo, é uma época delicada para os leitões e por isso requer cuidados especiais quanto à suplementação.

O desmame ocorre entre 3 a 4 de semanas de vida do animal e é considerada uma fase crítica porque ocorrem uma série de eventos que podem deixar os animais abalados: 

  • Separação de sua mãe; 
  • Mudança de ambiente; 
  • Compartilhamento de ambiente com outros suínos; 
  • Mudança da alimentação líquida para sólida; 
  • Perda de imunidade passiva por conta do aleitamento;
  • Início do desenvolvimento da imunidade ativa.

Nesta fase, os suínos ficam mais predispostos a infecções e passam grandes estresses. Além de refletir negativamente em seu padrão de qualidade, os animais podem acabar perdendo peso e tendo a saúde debilitada

Este é um problema bastante comum para os produtores. Isto ocorre porque eles param de se alimentar por uma média de 30 a 36 horas após o desmame. 

Acostumados ao leite como fonte de alimento e energia, pode haver um estranhamento quando têm o primeiro contato com o alimento na fase de creche. Isto acontece apesar deles já terem sido apresentados à ração pré-mater. 

Muitas vezes, mesmo os leitões apresentando comportamento ativo e sendo fortes e espertos, mudam suas características ao serem separados da mãe. Assim, passam a ter dificuldade para se levantar e manter em pé, além de se mostrarem apáticos.  

Para superar este problema, pode ser administrado um suplemento hidroeletrolítico para os suínos, como complemento na alimentação. Ele representa uma mistura que oferece um conjunto de nutrientes que funcionam como fonte de energia para os animais.  

Benefícios do suplemento hidroeletrolítico na dieta dos suínos

Uma nutrição adequada para os suínos na fase do desmame é fundamental. A incorporação de suplemento hidroeletrolítico na dieta dos suínos pode auxiliar a combater diversos problemas de saúde e desenvolvimento, pois:

  • Garante a hidratação do animal pelo estímulo ao consumo de líquido;
  • Reverte o déficit energético, promovendo energia de rápida absorção;
  • Promove o equilíbrio homeostático;
  • Oferece suporte à saúde intestinal, o que evita várias doenças e desidratação;
  • Alivia o estresse do desmame.

Neste sentido, o suplemento hidroeletrolítico pode ser introduzido na dieta no formato de soluções puras ou misturadas à ração tipo papinha. As rações úmidas ou peletizadas, não fareladas, são mais palatáveis aos animais que acabaram de ser desmamados. Isto ocorre porque este tipo de ração incentiva o consumo de alimento e ajudam a melhorar o desempenho e o crescimento dos suínos

Cuidados com a saúde dos suínos

Como o estresse causado pelo desmame acarreta uma diminuição do consumo de ração, o produtor pode utilizar o suplemento hidroeletrolítico para evitar que o quadro de saúde do suíno se agrave. Veja alguns cuidados que você precisa observar nesta fase:

Déficit energético

O déficit energético é um dos problemas desta fase, pois, diminuindo a nutrição, existe menor ganho de peso e até mesmo perda de peso. O período crítico está ligado às duas primeiras semanas após o desmame. 

Isto acontece porque na maternidade eles consomem uma média de 300 kcal de energia metabolizável/kg de peso metabólico/dia. Agora eles passam a consumir apenas 50 kcal de energia metabolizável/kg de peso metabólico/dia, o que não é suficiente para o ganho de peso.

O produtor precisa observar a adaptação do leitão com a ração sólida, já que o animal está acostumado ao leite, que é um alimento líquido. 

Desidratação 

É comum também que, devido à memória do alimento líquido, os leitões consumam mais água. Porém, essa quantidade algumas vezes não é suficiente para mantê-los hidratados. Isso ocorre por dois motivos: 

  • A taxa de renovação de água em seu organismo é bastante alta, então a água ingerida pode ser insuficiente para manter o volume de fluidos corporais;
  • A relação entre o consumo de água e de ração deve ser entre 2:1 e 3:1. 

Sendo assim, o consumo de água muito superior à quantidade de ração pode ser um problema.  

Desordens entéricas

O consumo excessivo de água e a falta de nutrientes também podem agravar  desordens entéricas e levar os suínos à perda de líquido e eletrólitos. Essas desordens são comuns na fase logo após o desmame, devido à baixa imunidade ativa dos leitões e o estranhamento com relação à nova alimentação.  

Como funciona o uso de vitaminas e probióticos para suínos  

Além do reforço na alimentação com o suplemento hidroeletrolítico, o produtor também pode utilizar vitaminas e probióticos para promover a nutrição saudável.

Esta, inclusive, é uma das ações para oferecer bem-estar animal ao rebanho, já que os nutrientes em quantidade e proporção adequadas são importantes para o desenvolvimento. 

As vitaminas, assim como o suplemento hidroeletrolítico, também podem ser incluídas na nutrição de duas maneiras

  • Em pré-misturas na ração, que inclui todas as vitaminas necessárias;
  • Administradas diretamente por meio de uma formulação.. 

Em ambos os casos, existem tabelas de referência para não haver o uso excessivo destes recursos. Em cada fase da vida do animal, sua necessidade de determinada vitamina será diferente, variando também em relação ao tipo de produção. 

De modo geral, todas as vitaminas, sejam lipossolúveis ou hidrossolúveis, são indicadas para o consumo animal. Isto porque, principalmente na fase de desmame, os suínos ainda não têm capacidade de sintetizar estas vitaminas. 

Mas vale lembrar que, em outras fases da vida do animal, elas também podem auxiliar o produtor a obter melhores resultados e desempenho de seu rebanho. 

Motivos para usar vitaminas na suinocultura

  • Ajudam no metabolismo dos animais;
  • Suprem suas necessidades vitamínicas para o desenvolvimento saudável;
  • Melhoram funções fisiológicas relacionadas ao crescimento;
  • Ajudam a metabolizar proteínas, lipídeos e carboidratos, necessários para a vida saudável;
  • Melhoram o desempenho do animal e, consequentemente, a produção;
  • Tornam a suinocultura uma atividade mais economicamente viável. 

Para acompanhar o desempenho dos animais de sua granja você pode ter o auxílio tecnológico. Já existem ferramentas voltadas para o registro e controle das rações, vitaminas e suplementos hidroeletrolíticos que são oferecidos a seus animais. E o melhor de tudo é que você pode acompanhar a fase de creche, tão importante para o desenvolvimento do animal. 

A solução Meu Lote, da Granter, permite que você faça tudo isto. A plataforma disponibiliza em tempo real os dados do seu plantel. E, por isso, torna a produção de suínos mais eficiente e transparente

Além do próprio produtor ter acesso às informações e poder controlar o que acontece, todos os colaboradores ficam alinhados sobre a alimentação dos suínos e as necessidades de cada animal. Conheça o Meu Lote para ter uma melhor tomada de decisão na sua produção!

Deixe um comentário