Produção de suínos

O que é microbiota intestinal e como influencia a saúde dos leitões?

Por 16 de março de 2021Sem comentários

Entender o que é microbiota intestinal dos suínos e como ela funciona é importante para manter seus animais saudáveis. Elas possuem cerca de 1012 bactérias presentes em seu intestino. Este número é muito maior do que a quantidade de células de seu próprio corpo. 

Por conta deste número, os produtores precisam estar atentos à dieta do animal. Afinal, nas diferentes fases de desenvolvimento os suínos têm uma necessidade alimentar diferente

Além disso, existem maneiras de promover uma microbiota intestinal mais saudável, através da regulação do pH dos alimentos oferecidos aos animais. Alcançar este equilíbrio de modo eficiente é possível e ainda ajuda a:

  • Melhorar a digestão dos animais;
  • Fortalecer o sistema imunológico;
  • Promover sua saúde;
  • Favorecer o ganho de peso;
  • Melhorar a produtividade dos animais.

Entenda neste post o que é microbiota intestinal e como promover a saúde intestinal dos animais para melhorar a produção de sua granja. 

O que é microbiota intestinal? 

A microbiota intestinal é basicamente um sinônimo de flora intestinal. O trato digestivo dos suínos possui uma série de  microrganismos, tanto aqueles considerados “do bem” quanto aqueles mais prejudiciais. 

Todos eles vivem em certa harmonia e não afetam negativamente a saúde dos animais. Porém, é preciso oferecer uma dieta saudável e balanceada para que estes microrganismos não entrem em desequilíbrio e causem problemas de saúde. Um exemplo são as desordens entéricas que podem levar à desidratação e perda de peso. 

A microbiota intestinal é responsável por diversos processos no trato gastrintestinal do  animal:

  • Combate a patógenos;
  • Manutenção da barreira intestinal
  • Digestão de nutrientes, 
  • Hidrólise enzimática 
  • Fermentação,
  • Produção de vitaminas
  • Resposta anti-inflamatória;

A composição dessa microbiota intestinal varia ao longo da vida do animal. Os leitões recém-nascidos, por exemplo, têm o intestino estéril. Eles dependem totalmente de sua mãe e da lactação para formar a colonização de certas bactérias em seu organismo. Os açúcares presentes no leite estimulam a proliferação de Lactobacillus e Bifidobacterium. 

A matriz, por ser adulta, possui um sistema imunológico já formado e desenvolvido. Dessa forma, ela pode transmitir agentes patógenos a seus leitões de maneira praticamente imperceptível, já que ela não manifesta nenhuma doença. Por este contato, só a manifestação de uma doença pelo leitão pode apontar alguma irregularidade na matriz. 

O sistema imunológico do leitão é mais imaturo e, por isso, estimular uma microbiota nesta fase é fundamental para garantir o crescimento saudável. Conforme o leitão se desenvolve, sua flora intestinal se diversifica e se estabelece cerca de uma semana após seu nascimento. 

Assim, o cuidado com o lote precisa ser feito ainda na fase de gestação, pois pode ser tarde deixar para cuidar da saúde intestinal do suíno apenas na fase de creche. Isso porque, uma matriz saudável e com microbiota equilibrada, irá prover alimentação saudável para sua leitegada e fornecer microbiota positiva. 

A composição da microbiota também varia entre as raças de suínos, linhas genéticas e diferentes lotes.

Saúde intestinal e resposta metabólica

Já não há dúvidas de que entender o que é microbiota intestinal dos suínos é fundamental para promover uma vida saudável. Ela interfere diretamente nas reações metabólicas, que têm reflexos no ganho de peso do animal.

Existem diversos fatores, endógenos e exógenos, que podem interferir na formação da flora intestinal, bem como na sua manutenção: 

  • Mudanças de temperatura;
  • Troca de ambiente;
  • Alimentação;
  • Condições ambientais;
  • Limpeza do ambiente.

Sendo assim, o manejo adequado dos suínos e práticas de bem-estar animal podem ajudar a manter a saúde em dia. Isto ajuda a promover o equilíbrio entre as diferentes populações de bactérias presentes no organismo

Consequentemente, os animais conseguem ter energia suficiente para manter o desenvolvimento celular adequado, crescer e ganhar peso. Se todo o organismo dos suínos estiver funcionando de maneira correta, eles podem lidar melhor com as doenças e a conversão alimentar tende a ser mais positiva. 

As reações metabólicas celulares são promovidas pela absorção de nutrientes no intestino. Dessa forma, é a partir de uma microbiota intestinal saudável que as funções podem ocorrer normalmente. Estes nutrientes irão promover a elaboração de novos compostos orgânicos para o bom funcionamento das células e energia para o crescimento do animal. 

As fases de lactação e desmame são as mais cruciais para a formação desta microbiota saudável. Ela, por sua vez, influenciará diretamente na educação gastrintestinal e no funcionamento eficiente dos sistemas na vida adulta do suíno. 

Como promover a saúde intestinal do seu rebanho

Os animais com microbiota mais fortalecida e variada têm mais resistência a mudanças de ambiente e também são resistentes a uma série de doenças bacterianas. 

Isto ajuda a minimizar a necessidade do uso de antibióticos como medida profilática, e utilizá-los somente quando o animal apresenta sintomas de doenças. 

Assim, ao invés de utilizar medicamentos como única forma de prevenir doenças, o produtor deve:

  •  implementar medidas de manejo adequadas para cada fase;
  • Adequar alimentação saudável e balanceada para os animais;
  • Utilizar suplementos hidroeletrolíticos para melhorar o fornecimento de certos nutrientes;
  • Implementar a medicina veterinária preventiva. 

O mercado da suinocultura tem se adaptado para controlar as doenças suínas e também para cumprir as exigências de normas de órgãos regulatórios e mercados estrangeiros. 

Por isso, a redução dos antibióticos é um fator a ser considerado. Pesquisadores já buscam formas de promover a absorção de nutrientes pelos animais. Algumas alternativas são:

  • Probióticos; 
  • Fitogênicos, 
  • Ácidos orgânicos.

Como cuidar da microbiota intestinal com uso de probióticos para suínos  

Após entender o que é microbiota intestinal, uma das alternativas para promover a saúde é o uso de probióticos. Eles podem ser integrados à dieta dos suínos tanto na forma de administração direta como em pré-misturas. 

Os probióticos são organismos vivos que trazem diversos benefícios à saúde de quem os ingere. Isso porque eles se alojam no organismo e ajudam a equilibrar a flora intestinal. Estes produtos vendidos como probióticos podem conter:

  • Bactérias, 
  • Células de levedura, 
  • Enzimas 
  • Extratos brutos.

Todos eles possuem diferentes modos de ação e fontes de origem. Porém, para que possam ser usadas para alimentação dos suínos, devem respeitar as seguintes classificações:

  • Probióticos simples ou multi-espécies;
  • Probióticos bacterianos ou não bacterianos;
  • Com ou sem formação de esporos.

Os produtores e veterinários devem estar atentos quanto à origem preferencialmente animal destes probióticos, à sua estabilidade na água e ter ação comprovada. 

Observar tudo isso ajuda a garantir a saúde do animal e um melhor desempenho na produção. 

Mas como acompanhar todas as fases do leitão e garantir que ele se torne um animal adulto saudável? Para isso, entendendo o que é microbiota intestinal, é preciso oferecer a ração adequada e a quantidade de água correta, bem como realizar um manejo adequado.

Para que todos os seus colaboradores estejam alinhados e cientes de tudo que está acontecendo com os leitões de sua granja, a solução Meu Lote pode ser aplicada nos seus processos. 

Através dela, é possível ter controle destas rações e ter uma melhor organização para evitar déficit nutricional e problemas futuros. 

O Meu Lote disponibiliza em tempo real os dados do seu plantel, tornando a produção de suínos mais eficiente e transparente. 

Agora que você já sabe o que é microbiota intestinal e como promovê-la através da alimentação,  conheça nossa solução! 

Deixe um comentário